Noticia Porto Canal

Home / Imprensa / Noticia Porto Canal

Projecto social cria sabão artesanal para promover património de Coimbra

| País
Fonte: Agência Lusa

Coimbra, 09 fev (Lusa) — Um projeto na área da inclusão social de jovens, apresentado hoje, em Coimbra, visa o fabrico de um sabão artesanal que promova o património da cidade de Coimbra, classificada pela UNESCO como Património Mundial.

Promovido pelo Centro Integrado de Apoio Familiar de Coimbra (CEIFAC), o projeto Sabão Com Arte — E5G tem como principal objetivo a “inclusão social de jovens provenientes de contextos socioeconómicos mais vulneráveis”, disse à agência Lusa Maria João Buzano, diretora executiva desta associação privada sem fins lucrativos.

O desenvolvimento do projeto passa pela criação de um “negócio social que consistirá no fabrico e comercialização de um sabão artesanal, que represente e promova o património” histórico e cultural de Coimbra, segundo uma nota do CEIFAC, que lidera a iniciativa, em parceria com outras entidades.

Os promotores pretendem “favorecer o acesso ao emprego” a 20 jovens, entre 18 e 30 anos, nomeadamente emigrantes e descendentes de emigrantes, comunidades ciganas, jovens que já estiveram institucionalizados, em situação de abandono escolar precoce, desocupação ou desemprego, “que não estão inseridos no mercado de trabalho e não beneficiam de suporte relativamente ao rumo e ao processo de construção de um projeto de vida”.

Trata-se de uma ação de “empreendedorismo social, de cariz experimental e inovador” e foi um dos 15 projetos aprovados entre 228 submetidos no âmbito das candidaturas pontuais ao Programa Escolhas E5G — 2015, sob a tutela do Alto Comissariado para as Migrações, sendo cofinanciado pelo Estado português e pelo Fundo Social Europeu.

O projeto Sabão Com Arte — E5G visa “recuperar a tradição do fabrico do sabão”, em Coimbra, onde teve “grande importância” na segunda metade do século XIX, tendo dado lugar, em Santa Clara, na margem esquerda do rio Mondego, à fábrica de Augusto Luiz Martha, inaugurada em 1871.

“Pretende-se explorar este nicho de mercado, que, em todo o país, segundo o Registo Nacional do Artesanato, dispõe apenas de oito unidades produtivas artesanais”, salienta o CEIFAC.

Neste projeto, participam também, como parceiros, o Centro de Formação Profissional e do Artesanato (CEARTE), o Instituto Politécnico de Coimbra, a Academia de Empreendedorismo — INOPOL, a Santa Casa da Misericórdia de Coimbra e a Universidade, através da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação.

Os formandos receberão “uma abrangente formação teórica e prática”, além de formação dirigida ao desenvolvimento de ‘soft-skills’ (competências pessoais que permitem melhorar a interação com os outros) “potenciadoras de uma melhor inserção profissional no mercado de trabalho”.

CSS // SSS

Lusa/Fim

Artigos Relacionados